sexta-feira, 23 de setembro de 2011

CACAU ORGÂNICO DA TRANSAMAZÔNICA É EXPORTADO PARA A ÁUSTRIA.

Primeiro carregamento tem 48 toneladas
Segundo maior produtor do Brasil, o Pará exportou a primeira safra de cacau orgânico, em setembro. Ao todo, foram comercializadas com a Aústria, 48 toneladas produzidas nos municípios de Pacajá, Anapú, Vitória do Xingu, Brasil Novo, Medicilândia e Uruará.

De acordo com a coordenadora da Comissão da Produção Orgânica no Pará (CPOrg-PA), Martha Parry, o cultivo do cacau orgânico beneficia tanto o produtor quanto o consumidor, devido à baixa agressão ao meio ambiente e à alta produtividade. Para a coordenadora, essa exportação orgânica constitui um marco para a cacauicultura do estado e do Brasil.

– Essa foi a primeira safra vendida com selo orgânico, emitido por certificadora privada e credenciada por instituições oficiais da Europa, e também a primeira com o selo Fair Trade do Brasil (de mercado justo), também emitido por certificadora particular. Os selos garantem ao consumidor europeu a conformidade da produção orgânica da região amazônica – informou Martha Parry. O sucesso da negociação com a Áustria é resultado do empenho dos produtores paraenses, que se organizaram em cooperativas. A organização não-governamental Fundação Viver Produzir e Preservar apoiou a formação das cooperativas na região. A Comissão do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) e a Superintendência Federal de Agricultura no Pará (SFA/PA) entr aram com suporte técnico e logístico.
Anapú em foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário