terça-feira, 22 de novembro de 2011

Plebiscito no Pará causará mágoas na população

O governador do Pará, Simão Jatene (PSDB), disse que o plebiscito para a divisão do Estado causará mágoas e ressentimentos entre a população paraense.
Em artigo publicado neste domingo (20) nos jornais "Diário do Pará" e "O Liberal", Jatene demonstra preocupação pela crescente rivalidade entre os habitantes do Pará remanescente e os moradores dos possíveis novos Estados.
"Paraenses, ainda que eu deseje o contrário, tudo leva a crer que, seja qual for o resultado do plebiscito, o dia seguinte será marcado por mágoas, ressentimentos e desconfianças que podem se tornar duradouras", escreveu o governador.
É a primeira vez que Simão Jatene vem a público se pronunciar sobre o plebiscito da divisão do Pará, que ocorrerá em 11 de dezembro.
"Não posso aceitar que a luta pela divisão do território se transforme em divisão do nosso povo", diz no artigo.
Os paraenses decidirão se querem que o Estado se divida e dê origem a mais outros dois: Carajás (sudeste) e Tapajós (oeste).
Ele classifica de "vale tudo" a campanha do plebiscito no horário plebiscitário gratuito em TV e rádio e fala que estão tentando "destruir a autoestima do paraense".

Jatene pede aos paraenses que impeçam essa crescente rivalidade.

"A Europa está cheia de exemplos em que as lutas religiosas, étnicas, deixaram feridas que não cicatrizaram. Não podemos permitir que isso aconteça conosco."
Fonte: FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário