quarta-feira, 30 de maio de 2012

ACUSADOS DE HOMICÍDIO SÃO FLAGRADOS COM DROGAS,ARMAS E MUNIÇÃO EM ALTAMIRA


A repressão aos homicídios, tráfico de drogas e circulação de armas sem porte legal levou uma equipe da Polícia Civil, em Altamira, sudoeste do Pará, a deflagrar uma operação no município para capturar dois acusados dos crimes. Raimundo Oliveira de Sousa, de apelido "Neném Preto", e Cleisson Silva Duarte, conhecido por "Nil", em decorrência da operação, foram flagrados com drogas, armas e munições ilegais, em uma casa na Travessa Salim Mauad, bairro Independente II. A ação policial divulgada nesta quarta-feira, 30, teve o objetivo de capturar Raimundo Sousa apontado como autor da morte de Rosenildo Nonato da Silva na madrugada do último dia 28, durante troca de tiros que envolveu "Neném Preto" e "Nil" e os rivais de apelidos "Pestinha" E "Fabiam". 
Durante o tiroteio entre os bandidos, um tiro atingiu na cabeça Rosenildo que caminhava perto do local. "Pestinha" e "Fabiam" foram baleados nas pernas. A equipe de plantão da Superintendência Regional do Xingu esteve no local do crime, onde, após ouvir relatos de testemunhas, os dois presos foram apontados como os autores dos disparos. Ambos estavam armados. Após a troca de tiros, a dupla saiu em fuga do local em uma motocicleta. Ainda, durante a madrugada, a equipe policial passou a fazer buscas na cidade para tentar prender ainda em flagrante os dois autores do homicídio. À tarde, os policiais identificaram uma casa localizada na Travessa Salim Mauad, onde estavam os dois acusados. O local, ainda de acordo com os levantamentos, serviria como esconderijo de drogas e de armas para integrantes de uma quadrilha de criminosos da qual fazem parte os presos.
No momento da abordagem aos acusados, os policiais civis apreenderam no local três revólveres de calibre 38 com 14 munições intactas; uma balança de precisão digital e uma "trouxa" de maconha. "Neném Preto" e "Nil" já eram investigados por tráfico de entorpecentes e suspeitos de cometerem outro homicídio com uso de arma de fogo no início deste ano tendo em que a vítima foi atingida com seis disparos de revólver calibre 38 enquanto estava em um bar localizado no bairro de Brasília. Os acusados já estão recolhidos à disposição da Justiça. Participou da ação policial a equipe da Polícia Civil formada pelos investigadores Alessandro Diniz, Luia Lago, Marcelo Lameira, Nerivaldo do Vale, Arlen Maciel, Leonel Baía, Cavalcante, Gessi e Alessandra, e escrivão Gilson Luís, sob coordenação dos delegados Lindoval Borges e Paulo Mavignier, sob determinação do delegado Cristiano Nascimento, superintendente regional do Xingu.

Fonte: Policia Civil

Nenhum comentário:

Postar um comentário