quarta-feira, 23 de maio de 2012

OPERAÇÃO APREENDE 40m³ DE MADEIRA NO NORDESTE DO PARÁ


A Polícia Civil divulgou, nesta quarta-feira (23), os resultados da Operação “Cauaxi II” realizada nos municípios de Traquateua, Ulianópolis e Dom Elizeu, nordeste do Pará. Dois caminhões que eram usados em transporte irregular de madeira em tora na região foram apreendidos. No total, os policiais civis encontraram cerca de 40 metros cúbicos de madeira de diversas espécies.
Quatro homens – Ildegênio Carneiro de Carvalho; Edinaldo Oliveira Silva; Erivaldo Rodrigues de Melo e Claudiomir May – foram enquadrados em TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) por transporte clandestino de madeira. Após assinar o procedimento policial, eles foram liberados para responder o processo na Justiça. O flagrante de transporte irregular aconteceu na zona rural de Ulianópolis.
A ação policial, sob coordenação da Diretoria de Polícia Especializada (DPE), foi executada por policiais civis da Delegacia de Conflitos Agrários (Deca), vinculada à Divisão Especializada em Meio-Ambiente (Dema), sob comando do delegado Luiz Paulo Galrão. O trabalho contou com o chefe de operações da DPE, Marcelo Tobias, e com apoio da Dioe (Divisão de Investigações e Operações Especiais).
De acordo com Galrão, a operação é uma continuação das ações já realizadas na região no ano passado, quando cinco caminhões com madeira em tora foram apreendidos. “Nosso foco na região é o combate à retirada e ao transporte ilegal de madeira”, explica o delegado titular da Deca/Dema. Ainda, durante a operação, os agentes foram até a zona rural de Traquateua, para apurar denúncia de ameaça de morte sofrida por um morador do Assentamento Marinha, na comunidade de Pontinha.
O acusado do crime é Sandro Lima Gomes que teria fugido para Marituba, na Grande Belém. Ele também é apontado como autor de golpes no município. Durante a permanência no município, os policiais fizeram incursões na região conhecida por Ramal do Cauaxi, à altura do quilômetro 40, local de trânsito de veículos carregados com madeira. Daí, o nome da operação.
Também foram realizadas barreiras de fiscalização no trânsito ao longo da estrada. Os agentes visitaram dois acampamentos de trabalhadores rurais. Em um deles, coordenado pela Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura), situado naquela estrada, os coordenadores da área informaram que não havia qualquer ocorrência.
Em outro assentamento (Água Branca), na zona rural de Ulianópolis, cuja visita foi realizada a pedido da Ouvidoria Agrária, também não havia qualquer ocorrência relevante. Segundo o delegado, as ações policiais na região vão prosseguir visando dar continuidade à repressão aos crimes ambientais e coibir possíveis focos de tensão na região motivados por questões agrárias. (Polícia Civil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário