segunda-feira, 21 de maio de 2012

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇA EM URUARÁ


Um homem é acusado de manter relação sexual com meninas em Uruará, sudoeste do Pará.
Conforme denúncias, Raimundo Lopes de Souza mantinha relação sexual há, pelo menos, um mês com duas irmãs, de 11 e 12 anos. Para aliciá-las, ele pagava R$ 50 à mais nova e R$ 20 à mais velha, por cada encontro.
Após o fato ser denunciado, Raimundo, que segundo testemunhas tem pouco mais de 50 anos, fugiu. O caso veio à tona depois que o pai das crianças, ao desconfiar do comportamento das filhas, seguiu uma delas e a viu entrar na casa do acusado. No imóvel, os policiais apreenderam um equipamento de reprodução de 'mídias piratas'.
Ele procurou o Conselho Tutelar para denunciar o caso. Durante depoimento da menina de 11 anos, o crime foi descoberto. A criança afirmou que teria ido à casa de Raimundo por três vezes. Já a irmã, teria ido por duas vezes ao local. Ambas também já teriam ido a um motel da cidade levadas por outro homem, identificado apenas por 'Cebola', do qual receberam R$ 50 pelo encontro. O caso foi comunicado à Delegacia da Polícia Civil de Uruará. Diante da denúncia uma equipe de investigadores, acompanhados por membros do Conselho Tutelar, foi até a casa do acusado, mas ele já havia fugido.
No local, os policiais encontraram centenas de CDs e DVDs 'piratas', uma copiadora e várias gravadoras usadas em reproduções ilegais de mídias. Foi instaurado um inquérito policial para apurar o caso de estupro de vulnerável em que Raimundo Souza é apontado como autor. Ele pode pegar de 8 a 15 anos de reclusão. Ainda de acordo com os policiais, foi instaurado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) em que ele responderá por reprodução ilegal de mídias.
Fonte: Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário