sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

MISTÉRIO: JOVENS FORAM EXECUTADOS COM TIROS NA CABEÇA EM NOVO PROGRESSO.


Dois jovens perderam a vida de maneira brusca e cruel, no município de Novo Progresso, Oeste do Pará. O bárbaro crime aconteceu na tarde de sábado (08), na Rodovia BR-163 (Santarém-Cuiabá), no Km 2 da Base Aérea, às proximidades da divisa dos estados do Mato Grosso e Pará, vitimando os jovens Robson dos Santos Barros e Keila Mônica Oliveira, de 23 anos. Eles foram brutalmente assassinados com tiros no ouvido e na cabeça.

Os dois jovens saíram do município de Novo Progresso, Oeste do Pará, com destino a Guarantã do Norte, Mato Grosso. Keila Mônica Oliveira era filha do professor Augusto Careca, moradores há vários anos de Novo Progresso, estava de carona com o colega Robson. Os dois foram executados e seus corpos foram encontrados juntos, no chão, na beira da estrada dentro de um matagal. O automóvel em que as vítimas estavam viajando foi encontrado com as portas abertas e o som ligado.

A Polícia Militar chegou até o local, após receber denúncia. A Polícia Civil investiga o caso e trabalha como se fosse um latrocínio.

Na cidade de Novo Progresso correm rumores que Robson Barros estava transportando certa quantidade de ouro com destino a Mato Grosso. Também há informações de que Robson estava transportando um malote contendo uma quantidade de dinheiro para um empresário de um posto de gasolina de uma comunidade próximo do município de Novo Progresso.

Segundo informações, os dois jovens foram retirados do carro que viajavam, um Fiat Strada prata, e levados até beira da estrada, onde foram brutalmente assassinados.

O primeiro passo da investigação é descobrir o que realmente levou a morte dos dois jovens. Robson trabalhava no posto de combustível na comunidade de Santa Júlia, em anexo a uma compra de ouro. A Polícia já está sabendo que Robson era amigo de uma pessoa representante da “Amazon Gold”, havendo aí a possibilidade de estar levando uma quantia do minério até o estado do Mato Grosso.

Segundo informações, Keila Mônica Oliveira foi vítima das circunstâncias e do momento, porque teria pego carona para morrer. Filha de uma família pioneira em Novo Progresso, Keila Oliveira sempre foi uma pessoa carismática e com vasto círculo de amizades, não havendo nada que motivasse alguém a matá-la brutalmente.

Bijuterias e objetos pessoais estavam espalhados pelo carro que foi abandonado no local do crime. Os corpos foram arrastados a um matagal. Dificilmente um assalto ocorreria neste local, por onde passam diariamente inúmeros carros com muito valor em mercadorias.

Nossa reportagem levantou várias suspeitas, em uma delas a possibilidade do jovem Robson estar levando uma grande quantidade de ouro, coisa aproximada entre 10 a 20 quilos, fato este considerado corriqueiro devido a quantidade de ouro comercializada ilegalmente na região, sendo transportada pela rodovia BR-163.

Outros casos já aconteceram anteriormente a este, hipótese que não deve ser descartada pela Polícia Civil. Os jovens devem ter reconhecido os bandidos, que para não deixar prova do assalto, executaram os dois, a queima roupa.

Com informações e fotos de Adécio Piran.
Por: Carlos Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário