quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

MORADORES DO KM 50 EM BRASIL NOVO PASSAM MAIS DE DOIS MESES SEM ÁGUA


Os moradores da cidade de Brasil Novo a 46 km de Altamira denunciam graves falhas no abastecimento de água no município.

Os moradores do km 50 na Agrovila Grande Esperança, já estão a mais de 60 dias sem água. Alguns têm que pagar cerca de 10 reais por 50 litros e outros tem que percorrer mais de um quilometro para buscar a água.


Este morador faz todo percurso a pé empurrando um carrinho de mão com louças e roupas para lavar. Ele reclama que tem que deixar o seu serviço para ter que ajudar a sua esposa com a água.



Sérgio Botelho, que faz parte do poder legislativo, criticou a retirada do motor do local e o problema enfrentado pelos brasilnovenses.
"No local onde é feito a captação da água, tem liquido suficiente para abastecer toda a comunidade. O problema, foi que depois da instalação do novo poço semi-artesiano que foi feito pela Norte Energia, o antigo motor do poço amazônico que pertence a comunidade do km 50, foi retirado do local. Porém o semi-artesiano vive dando problemas por falta de manutenção e ninguém conserta, e a população sofre por falta de água", disse Sérgio Botelho.

A caixa d´água do km 50 da agrovila grande esperança pertencente ao município de Brasil Novo e esta vazia. Uma professora disse a reportagem que a falta de água já dura mais de dois meses.





Em busca de soluções, os moradores formaram uma comissão e foram até a prefeitura de Brasil Novo, mas quando chegaram no prédio público percorreram vários setores para serem atendidos e nenhum responsável foi encontrado.

Dois dos moradores que estavam no grupo que reivindicavam a água na comunidade, se depararam com o prefeito Alexandre Lunelli, este estando em outro local da cidade. Eles pediram explicações ao gestor e houve até um princípio de conversa, mas quando Alexandre Lunelli, que disse: "o motor será colocado ainda hoje",um dos moradores replicou:"Mas isso você diz toda vez que a gente vem aqui! Essa conversa é antiga", disse o morador revoltado com a situação.  Com isso, o prefeito virou as costas e saiu do local.
Na sede do município mais problemas no abastecimento, em algumas comunidades a água não chega à vinte dias."Este problema não é a falta de água, pois água tem que sobra. Isso e a falta de responsabilidade do prefeito com a população", disse essa moradora.

Por: Sidalécio Souza (SBT Altamira)
Imagens: TV Cidade SBT Brasil Novo

Nenhum comentário:

Postar um comentário