quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

RAPAZ MATA IDOSO EM BRASIL NOVO


Rapaz mata idoso de 78 anos em Brasil Novo para não finalizar serviço de serragem de madeira.

Valdemar Rocha( VÍTIMA)
O crime aconteceu no travessão da 13, município de Brasil Novo há 46 km da sede de Altamira. O idoso de 78 anos Valdemar Rocha da Silva foi morto à quase três quilômetros e meio da casa onde ele estava.
A equipe do SBT acompanhou com exclusividade os policiais, bombeiros e peritos do instituto médico legal, engajados na missão de encontrar o corpo do senhor Valdemar Rocha.



José Maria Pereira( acusado )
Depois de andarmos quase uma hora, nos deparamos com o acusado de cometer o homicídio. Frio e calculista, José Maria Pereira dos Santos de 23 anos, deu sua primeira versão sobre o crime, confessou ter matado sozinho, o aposentado, ainda segundo ele tudo foi planejado.

Como ele foi contratado pelo agricultor para serrar umas tábuas e não havia concluído o trabalho mas queria o dinheiro, preferiu matar a vítima e ficar com a quantia de R$1.200 reais.

O acusado levou os agente ao local onde fez a desova do corpo da vítima. José Maria se mantinha calado e sobre escolta.

Em um outro momento nossa equipe acompanhou o acusado até o local onde ele matou com um tiro de espingarda calibre 28 o idoso de 78 anos.

Ao chegar na sede da fazenda, familiares e amigos da vítima fizeram vários questionamentos ao acusado e houve tumulto.

Já na delegacia de Brasil Novo o investigador Edson Ferreira falou da situação e dos procedimentos que seriam tomados naquele momento. A prisão de José Maria foi sucedida devido o trabalho integral das forças de segurança pública de Brasil Novo e Altamira.

Nota : O delegado de polícia civil de Altamira Rodrigo Spessato, que presidiu o caso, informou que o nome do pai do acusado é Deusimar Pereira dos Santos de 48 anos, ele também poderia ter participado do assassinato do aposentado e por isso, também foi preso e se encontra na carceragem da superintendência regional de polícia civil.

Por: Sidalécio Souza e Wanderson Sousa

Nenhum comentário:

Postar um comentário