quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

CAPITAL DA ENERGIA: UM MUNICÍPIO QUE NASCEU COM O NOME DE VITÓRIA



Prefeito Vando, Vice Caetano e Nildo presidente da Câmara
Vitoria do Xingu é um munícipio com aproximadamente 14 mil habitantes. Ganhou sua emancipação politica no dia 13 de dezembro de 1991, atingindo, portanto sua maioridade, (21 anos) despontando dentre outros na região da transamazônica, como um lugar bom de se viver, com enormes potencialidades econômicas e terra de gente hospitaleira e trabalhadora.  

A historia do município é contada a partir da chegada dos nordestinos sem terras para ocupar as terras devolutas na Amazônia. AGORA, o município comemora a sua maioridade com muitos avanços econômicos, sociais dentre outros aspectos, em muito pouco tempo. E quem conta essa historia é um dos integrantes de uma das maiores famílias nordestinas que mora naquela região. Trata-se de Erivando Oliveira Amaral, ou simplesmente Vando que traz em seu Curriculum mandatos bem votados e administração politica que eleva acima de tudo, a responsabilidade com o erário publico, o fino trato com a população, sob o desejo de transformar Vitoria do Xingu na cidade modelo para toda a região.
Vando com vereadores de Vitória do Xingú
Cheio de sonhos, participou de processo histórico de ocupação dessas terras, junto com as famílias, grandes desbravadores que ocuparam aquela região na década de setenta, de acordo com o lema do governo daquela época:  “homens sem terra para ocupar terras sem homens” e acabaram escolhendo aquele local para morar e viver. Devido as enormes dificuldades enfrentadas para que permanecessem ali, e diante da chegada de novas famílias, principalmente do Ceará correndo da seca e da pobreza, vivenciou  uma das atitudes mais bonitas do ser humano, diante das grandes dificuldades: a solidariedade, a união das pessoas na conquista de melhores situações para se viver.
Prefeito Vando com liderança do PSB
E foi esse sentimento de colaboração, não apenas nas necessidades individuais, mas especialmente nos interesses coletivos, que fez com que o já então ex-militar do exercito brasileiro, Erivando Amaral, que veio também de uma formação religiosa arraigada nos valores morais, e a disciplina do militarismo, adquirisse uma liderança expressiva onde mora, surgindo daí a politica na sua vida. E mesmo não tendo muitas pretensões por esse caminho, mas a pedidos e analisando que seria a única e mais eficaz maneira de colaborar com seu povo aceitou a proposta, e foi o vereador mais votado naquela ocasião.
O Partido Socialista Brasileiro (PSB) foi sua primeira e ainda sua base politica, tendo passado também, por pouco tempo pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), mas logo o filho voltou a casa paterna estando até hoje no PSB, onde conseguiu todos os seus mandatos eletivos com expressivas votações. Um exemplo pôde se ver nas ultimas eleições. A diferença de votos foi quase que estúpida, diante de seus adversários: 63, 06%.
AGORA, diante de um a nova responsabilidade para um mandato de quatro anos relembra as dificuldades e desafios enormes que enfrentou ao assumir o município por apenas um ano, e nas condições inusitadas e inesperadas. 
Só pra lembrar, Vando ressaltou o nefasto episodio que ocorreu no Município quando foram presos o prefeito Liber e alguns secretários, tendo que assumir os trabalhos, sem nenhuma condição administrativa, muito menos financeira. Um município falido, sem projetos, sem perspectivas, mas com muitas esperanças de dias melhores para a população que não teve culpa da irresponsabilidade de outrem, encarou o desafio e hoje afirma categoricamente que, de certa forma foi positivo, porque adquiriu a experiência necessária e hoje sabe como comandar, sem manchas e com muito trabalho, o município que já tem nome de Vitoria.
O prefeito Vando recorda que foi muito difícil, naquele momento,  assumir o comando do munícipio  pois sem secretários, sem informações, sem infraestrutura, sem praticamente nada e do zero, foi iniciado um trabalho, mais tarde  reconhecido pela população e com a comemoração de várias inaugurações de obras novas, em tão pouco tempo, o que o credenciou a disputar as ultimas eleições.  Administrando na ausência do prefeito Liber, que se encontrava preso acusado de corrupção, embora recebesse normalmente seus vencimentos, esta foi uma das situações caracterizada por Vando como outro grande desafio, lhe causando  constrangimentos, haja visto, que o prefeito Liber embora preso, não foi cassado e também não pediu renuncia. Continuou recebendo como prefeito até o ultimo dia de mandato.
“Fizemos uma campanha limpa e honesta e o povo nos honrou com a sua confiança. Confiança esta que pretendo manter para o resto da minha vida” afirmando categoricamente que o município está em franca expansão econômica com centenas de obras sendo executadas, tanto na esfera publica, quanto particular, mais precisamente depois da chegada do Consórcio Belo Monte, que trouxe novas perspectivas econômicas para região.

As maiores dificuldades administrativas segundo Vando, foi o emperramento ocorrido alguns anos atrás, quando estava nas mãos de determinadas pessoas que esqueceram o município em prol de interesses próprios e vantagens que o poder geralmente proporciona. “Vitoria do Xingú hoje era pra estar no auge em toda essa região. Mas a gente chega lá. A fórmula é saber trabalhar com parcos recursos, e exagerar em obras apostando num crescimento planejado e ordenado”, diz ele.
Afinal de contas Vitória do Xingú, no ultimo dia 13 de dezembro, completou 21 anos, atingindo a maioridade. “Antes o município era uma criança, um adolescente sem uma trajetória de vida definida. Hoje estamos à frente do município para fazer um diferencial apesar das perseguições dos adversários políticos, porem apostando nas parcerias com os governos estadual e federal, além da Belo Monte”, sem esquecer da parceria com os municípios vizinhos, com o objetivo de fortalecer a região e cobrar com mais autoridade.    
O prefeito eleito se anima ao falar de um aspecto, que, ate então, nunca tinha sido olhado com tanto carinho, arrisca dizer. Trata-se dos investimentos na educação, que vão desde a merenda escolar para o ensino fundamental, além da inovação, à chegada de novos cursos de capacitação na área técnica e nível superior além da valorização dos profissionais.  “AGORA é que vamos trabalhar pra valer”, diz Vando extremamente animado.
Foram eleitos também nove vereadores dentro da coligação, que formam uma bancada politica muito forte na Câmara Municipal e disposta a trabalhar pelo melhor de Vitoria do Xingú.


Nenhum comentário:

Postar um comentário