sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

MOTIVAÇÃO POLÍTICA: ÁREAS PÚBLICAS SÃO INVADIDAS EM BRASIL NOVO


TV CIDADE PRODUZ MATÉRIA SOBRE AS INVASÕES DE ÁREAS PÚBLICAS EM BRASIL NOVO
Barracos próximos ao lixão (Bairro Vitória Régia)
Logo no início de Janeiro deste ano de 2013, um grupo de pessoas invadiram a área próxima ao lixão da cidade e iniciaram a demarcação dos terrenos. Segundo informações de um dos representantes, cerca de 90 famílias já se encontram na área invadida.
Família limpando terreno próximo ao lixão (Bairro Vitória Régia)
O representante disse que eles invadiram a área porque o ex-prefeito Alexandre Lunelli teria vendidos alguns terrenos no local, mas eles não têm certeza se a área é realmente dele (do ex prefeito) ou se pertence à prefeitura de Brasil Novo.

José dos Reis - representante do invasores (Bairro Vitória Régia)
José dos Reis disse ainda, que eles invadiram a essa área por não terem condições de comprar um terreno e que cem por cento das pessoas que estão ali moram de aluguel. “Nós estamos aqui querendo estes terrenos, mas a gente não que de graça; queremos que a prefeitura entre em contato com a gente pra gente negociar com eles ou eles venham aqui negociar com a gente”. Disse o representante dos invasores.
Alcione de Lima
Esta dona de casa informou que paga 100 reais de aluguel e que tem 7 filhos pequenos para sustentar somente com o “Bolsa Família” e o marido está desempregado: “A minha situação é super difícil, tenho certeza que eu mereço um pedacinho de terra pra mim morar com meus filhos. Inclusive a casa (onde mora) o rapaz já até pediu e tenho que entregar e não tenho pra onde ir”. Disse Alcione de Lima.
Alcione de Lima
Esta dona de casa informou que paga 100 reais de aluguel e que tem 7 filhos pequenos para sustentar somente com o “Bolsa Família” e o marido está desempregado: “A minha situação é super difícil, tenho certeza que eu mereço um pedacinho de terra pra mim morar com meus filhos. Inclusive a casa (onde mora) o rapaz já até pediu e tenho que entregar e não tenho pra onde ir”. Disse Alcione de Lima.
Alcione de Lima
Esta dona de casa informou que paga 100 reais de aluguel e que tem 7 filhos pequenos para sustentar somente com o “Bolsa Família” e o marido está desempregado: “A minha situação é super difícil, tenho certeza que eu mereço um pedacinho de terra pra mim morar com meus filhos. Inclusive a casa (onde mora) o rapaz já até pediu e tenho que entregar e não tenho pra onde ir”. Disse Alcione de Lima.

Pedro Rufino
Este senhor separou um pedaço de terra pra seu filho que trabalha no matadouro e recebe 600 reais por mês e paga 400 reais de aluguel. “O que sobra que é 200 reais não dá nem pra ele comer, então estou cobrindo este barraquinho pra ele ficar debaixo. A minha filha também tem 3 meninos, não tem marido; aqui é o povo sem teto”. Relatou o senhor Pedro Rufino.

Edielson Lopes - representantes dos invasores (Cidade Alta)
A outra invasão está localizada no Bairro Cidade Alta e também pertence ao município de Brasil Novo. Segundo o representante deste outro grupo de invasores, a área equivale a um alqueire de terra e o lote estava servindo apenas para marginais usar drogas. “Nós somos sem teto, nós estamos em 86 famílias; nós não estamos pra agressão; se fizer uma taxazinha pra cada um, nós estamos prontos a pagar; nós estamos prontos pra negociar em tudo”. Disse Edielson Lopes.

Carlito Braga
Carlito Braga de 34 anos, diz que mora com a mãe e nunca arrumou família e seu sonho é ter uma casa pra morar. “Nunca arrumei mulher porque eu não tenho casa; aonde eu vou morar? Eu estou me aventurando e se tudo der certo e Deus abençoar, o meu sonho vou realizar agora”.

Sandro dos Santos - Sec. de Adm. e Finanças de Brasil Novo
Representando o governo de Brasil Novo, o Secretário de Administração e Finanças, Sandro dos Santos, disse que a prefeitura já entrou com o pedido de reintegração de posse da área junto à comarca do município. “Para que esta área seja reintegrada ao município, haja vista que lá é uma área próxima ao lixão, inóspita a ser habitada e também como lá está próxima a uma reserva legal do município e que não pode está sendo habitada. Então o município está tomando as devidas providências e vamos aguardar a decisão do juiz pra ver qual medida que a gente vai ter que tomar a partir da decisão judicial. Se o juiz der reintegração de posse ao município, estaremos entrando com a polícia militar ou oficial de justiça pra estar reintegrando essa área ao município”. Disse Sandro dos Santos.
Acampamento no Bairro Cidade Alta
Sobre outra área invadida, no bairro Cidade Alta, o Secretário disse que a mesma foi passada ao Estado na época do ex-prefeito Antonio Lorenzoni, que seria para a construção de uma Escola Agrícola.“Ali é uma área cedida ao Estado com uma condicionante, que se o Estado não construísse a escola, ela voltaria ao município. Então a gente vai entrar em contato com a acessória do Estado, pra tomar as devidas providências; porque tem que ter uma parceria do Estado com o município pra estarmos reavendo esta situação e já repassamos também pro jurídico”. Relatou o Secretário.
Área próximo ao lixão de Brasil Novo (Bairro Vitória Régia)
Aos terrenos que foram doados na gestão anterior, o Secretário afirmou que será feito um levantamento das famílias carentes, que realmente necessitam de moradia e que as invasões que estão acontecendo dentro do município é motivação política. “Como a gente assumiu agora, nós vamos ficar à par da situação, porque foram terrenos doados justamente pra essas pessoas que não têm onde morar, que precisam de um terreno pra construir a sua moradia. Então a gente vai fazer esse levantamento desses terrenos que foram doados, pra saber se as pessoas que estão lá em cima, realmente são famílias carentes que têm necessidade de ter esses terrenos. Vale a pena a gente ressaltar que essas invasões são sempre motivação política, por início de governo e final de governo está havendo essa motivação no município de Brasil Novo. Mas sempre que houve isso, sempre o juiz tem dado causa de ganho ao município, reintegrando essas áreas ao município. E a gente está aguardando que o juiz tenha essa decisão favorável ao município”. Finalizou o Secretário Sandro.

Área invadida no Bairro Cidade Alta

Barracos levantados na área próximo ao lixão (Bairro Vitória Régia)

Acampamento no Bairro Cidade Alta

Barracos levantados próximo à reserva do município (Bairro Vitória Régia)

Reportagem, Imagens e Edição: Gleyson Araújo
Fonte: TV Cidade SBT Brasil Novo-PA
www.tvcidadebrasilnovo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário