quarta-feira, 20 de março de 2013

BRASIL NOVO EM FOCO CONCEDE DIREITO DE RESPOSTA A EMPRESA DE COMUNICAÇÃO DE BRASIL NOVO


O Studio Cidade Comunicação/Amarildo José Mardegan – ME é uma empresa regularmente constituída, com sede no município de Brasil Novo, que presta vários serviços de utilidade pública e publicidade e tem como suas principais atividades prestação de serviços de informação, agenciamento de espaços para publicidade, serviços de organização de feiras, congressos, exposições, atividades não especificada anteriormente dentre outras.
De fato, a empresa firmou contrato com a Norte Energia para a execução de um projeto do PDRS-Xingu, no valor de R$ 992.000,00, sendo o primeiro repasse efetivado de acordo com as cláusulas contratuais e exigências da Norte Energia.
A empresa somente foi contratada após ter demonstrado possuir todas as condições e qualificações necessárias para desenvolver as atividades, objeto da referida contratação. Portanto, é falsa a informação de que não tem condições e qualificações para o projeto.
Ainda, a matéria acusa a empresa de estar participando de esquema fraudulento junto ao PDRS-Xingu e que o recurso repassado foi para ajudar a pagar parte de contas de campanha do ex-prefeito Alexandre Lunelli. Tal informação é falsa e caluniosa. A acusação e gravíssima e ensejará a devida responsabilização.
A verdade é que a empresa Amarildo José Mardegan–ME e a execução do referido projeto não tem nenhum vínculo partidário e não possuem qualquer ligação com campanha de Alexandre Lunelli.
O Projeto já possuem várias atividades realizadas e está sendo executado conforme os termos estabelecidos no plano de trabalho que foi aprovado pela Norte Energia e PDRS-Xingu, e os relatórios de execução e prestação de contas apresentados nos termos do contrato. Portanto, não existe a participação em esquema fraudulento, tampouco pagamento de contas de campanha eleitoral.
Também merece correção as informações sobre a venda de rações para peixe e alevinos e sobre o valor de 6 milhões de reais. Na verdade, trata-se de um projeto do PDRS-Xingu e Norte Energia para incentivar a piscicultura familiar, no valor total de 600.000,00, onde a empresa foi contratada apenas para executar uma parte das atividades que é de assessoria no projeto de processamento de pescado e criação de peixes. Portando a informação não é verdadeira, pois não se trata de venda de ração e alevinos e nem o valor mencionado de 6 milhões de reais.
A empresa assumiu grande responsabilidade política diante do desenvolvimento do município e região e lamenta pelos acontecimentos caluniosos recentes, igualmente lamenta não ter tido a oportunidade de esclarecer antes. As fontes de informações de tais calúnias deverão ser responsabilizadas. Portanto é preocupante as informações sem cunho verdadeiro circulando nos meios de comunicação, quando este deveria ser um instrumento de veracidades.
A empresa Amarildo José Mardegan – ME agradece a este blog por conceder o direito de resposta e fica disponível para maiores esclarecimentos.

Brasil Novo, 18 de março de 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário