domingo, 10 de março de 2013

FUNCIONÁRIO DE BELO MONTE É PRESO SUSPEITO DE INCÊNDIO CRIMINOSO

Um funcionário do Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM) foi preso sob suspeita de ter incendiado um bloco com cinco alojamentos no sítio Belo Monte, localizado no município de Vitória do Xingu, sudoeste do Pará. O local, que tem capacidade para 40 trabalhadores, ficou parcialmente destruído. O suspeito foi levado para a Superintendência de Polícia do Xingu, onde foi ouvido nesta quinta-feira (7).Segundo o delegado Lindoval Borges, no celular do suspeito foram encontradas mensagens com referências ao incêndio. Apesar disso, ele negou envolvimento com a depredação, mas continua preso na superintendência regional. A polícia deve ouvir ainda outras três testemunhas, e deve concluir a apuração do caso hoje (8).De acordo com o CCBM, o incêndio ocorreu por volta de 23h de quarta-feira (6). Ninguém ficou ferido, mas o consórcio descarta que o incêndio tenha sido acidental, e está apurando administrativamente o incidente.Este é o terceiro caso de vandalismo nos canteiros de obras da usina nesta semana. Outros incidentes foram registrados no domingo (3) e na segunda-feira (4), que resultaram na prisão de pelo menos oito pessoas. Uma guarnição da Ronda Tática Metropolitana, acompanhada por membros da Fornça Nacional de Segurança, foi destacada para o local onde as obras estão sendo realizadas para garantir a segurança no canteiro.O consórcio informou que está adotando medidas de segurança para prevenir novos episódios de vandalismo, e que até agora não recebeu pauta de reinvindicação dos operários que trabalham na construção da usina.AgressãoAlém do suspeito, outro funcionário foi detido nesta quinta-feira (7). Segundo o delegado Lindoval, ele teria quebrado um prato e cortado um colega de trabalho com os estilhaços da louça. A polícia acredita que este incidente se deve a um desentendimento, e não vê relação entre a agressão e os vandalismos. O suspeito foi levado para a polícia, onde será autuado por lesão corporal.
G1 PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário