quarta-feira, 20 de março de 2013

GOIANO É PRESO POR TRÁFICO DE DROGAS EM URUARÁ

 Um traficante foi preso na tarde desta terça-feira, 19 de março, em operação conjunta da polícia civil e polícia militar. O nacional, Adilson Pereira Bailona, de 36 anos, natural da cidade de Pilar de Goiás, foi preso por volta das 16 horas, ele estava hospedado num hotel próximo ao mercado municipal, no centro da cidade de Uruará, com ele a polícia apreendeu 20 gramas da droga denominada crack, ele descia do quarto onde estava hospedado e vendia a droga na porta do hotel. Ele estaria traficando no local há pelo menos uma semana.
A polícia conseguiu efetuar a prisão após receber denúncia anônima, como contou o delegado encarregado da operação, Godofredo Martins Borges. “Uma denúncia anônima dava conta de que num hotel da cidade um indivíduo que ali estava hospedado descia do quarto e entregava aos usuários petecas da substância denominada crack, nós passamos então a campanar e ficamos observando a movimentação que ele fazia, ele utilizava o pretexto que era vender guaraná em pó. A campana durou meia hora, pedimos o apoio da PM e entramos no hotel, dentro do quarto dele nós encontramos a quantia de 20 gramas do entorpecente denominado crack, e nós fizemos a prisão do indivíduo de imediato. Nós estamos atentos e acreditamos que num curto espaço de tempo outros traficantes irão cair”, asseverou o delegado.

Na delegacia o traficante afirmou que havia vendido uma motocicleta e com o dinheiro da venda teria comprado 30 gramas da substância quando iniciou o comércio irregular, ou seja, ingressou no tráfico de drogas.
Realizou a prisão os policiais civis IPC Sílvio Alex, EPC Marcelo Eduardo, sob o comando do delegado Godofredo Martins Borges com o apoio de policiais da 13ª Companhia Independente de Polícia Militar de Uruará.
Adilson Pereira Bailona foi autuado em flagrante no artigo 33 da Lei de Tóxicos - Lei 11.343/2006 - Tráfico ilícito de entorpecente, cuja pena é reclusão de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa. Sua prisão será comunicada ao juiz da comarca de Uruará até as 10 horas desta quarta-feira, 20. Ele está recolhido na carceragem da delegacia de polícia de Uruará a disposição da justiça.

Por Joabe Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário