segunda-feira, 11 de março de 2013

POLÍCIA CIVIL DE URUARÁ PRENDE FORAGIDOS ACUSADOS DE MATAR TAXISTA EM SANTARÉM


Polícia civil de Uruará prende foragidos acusados de matar taxista em Santarém
Por Joabe Reis
À esquerda Izaque, no centro Edivaldo e na direita o assassino Alan
A polícia civil de Uruará prendeu na manhã desta segunda-feira, 11 de março, três elementos acusados de latrocínio cometido na cidade de Santarém, o crime teria acontecido na quinta-feira, 7, quando um taxista daquela cidade foi brutalmente assassinado durante um assalto. Izaque José Ferrão da Silva, 22 anos, Alan Diego de Sousa, 22 anos, e Edivaldo de Paula Silva, 49 anos, Mineiro. Os três haviam chegado na cidade de Uruará no sábado, 9 de março, por volta das 23 horas num carro Pálio vermelho.Os criminosos, que foram presos pelo investigador Silvio Alex e escrivão Marcelo sob o comando do delegado Godofredo Martins Borges, estão recolhidos na carceragem da delegacia de Uruará a disposição da justiça e serão transferidos para a Seccional de Polícia Civil de Santarém.
Eles foram presos num quarto alugado na Avenida Pará, centro da cidade de Uruará, a polícia chegou aos três após apreenderem o veículo roubado circulando na Avenida Pará, o carro estava em posse de terceiros que já haviam comprado o Pálio dos acusados. Após ser preso um dos acusado, Alan Diego, confessou o crime em depoimento a polícia, disse que matou o taxista com 4 facadas. A polícia de Santarém também já conseguiu prender outro elemento envolvido no crime, o Marciano, um quinto elemento de pré-nome Nego Bala continua foragido.
O veículo está apreendido no pátio da delegacia de polícia de Uruará.
Joabe Reis Registrando em vídeo
O Latrocínio - O crime vitimou o taxista Antonio Vicente Filho, 58 anos de idade, que residia no bairro da Conquista, na Grande Área do Santarenzinho, na periferia de Santarém, O crime pode ter ocorrido na noite de quarta-feira, dia 6, ou na madrugada de quinta-feira, dia 7, segundo o delegado de Policia da cidade de Mojuí dos Campos, Djalma Pereira, que apura o caso juntamente com o delegado Jardel Guimarães, da Seccional de Polícia Civil de Santarém, onde o crime foi registrado.
Informações de Luís Vicente Lima, funcionário do 8º BEC e irmão da vítima, dão conta que o taxista saiu de casa na quarta-feira à tarde para fazer uma corrida até a cidade de Belterra, que fica à margem da rodovia Santarém-Cuiabá. Por volta de uma hora da madrugada de quinta-feira a família resolveu ligar para o celular de Antonio e não conseguiu mais contato. Na manhã desta sexta-feira, a esposa e uma das filhas de Antonio Vicente foram até a seccional de Polícia, para registrar um Boletim de Ocorrência sobre seu desaparecimento.
Antonio foi motorista de ônibus na empresa Alter do Chão antes de entrar no serviço de taxista. O corpo foi levado na tarde desta sexta-feira, dia 08, para o IML de Santarém e o sepultamento aconteceu neste sábado, 9.


Nenhum comentário:

Postar um comentário