quinta-feira, 25 de abril de 2013

ABUSO DE AUTORIDADE: INVESTIGADOR DA PC É PRESO, PIT BUL CHEGOU A FAZER DISPAROS EM PRAÇA PÚBLICA NA CIDADE DE BRASIL NOVO



Edilson Barros "O Pitbull" sendo conduzido à
delegacia
A corregedoria de polícia civil em Altamira já estava investigando um servidor lotado na superintendência Regional de polícia civil do Xingu, diante de novos fatos que destoam da boa conduta da instituição, segundo as investigações houve agressão até à profissionais da imprensa. Na cidade de Brasil Novo nos últimos dias, o acusado conhecido como Pit Bull disparou várias vezes em praça pública, o que levou a corregedoria em Altamira a pedir ao Juiz de Brasil Novo Drº Alexandre Rizzi, a prisão do funcionário público, o que foi acatado imediatamente e executada na manhã desta terça-feira no prédio da corregedoria na Avenida Perimetral.
Ele estava a 8 anos na polícia civil, Edilson ganhou o apelido, pela forma truculenta e agressiva de tratar clientes da delegacia e até mesmo em bares e locais ao ar livre. Além dos inquéritos tombados são inúmeras as reclamações contra Pit Bull, e outros casos ainda estão sob investigação.
Del. Cristino Sanches
"Eu acho que já tínhamos chegado em um ponto crítico, o servidor é denunciado ainda por dirigir sob efeito de álcool"Diz Cristino Sanches Del. Corregedor de Polícia Civil.
Acompanhados de peritos criminais do Centro Renato Chaves, policiais da corregedoria e delegados de polícia de Altamira, fizeram diligencia até a residência de Edilson Barros a polícia encontrou munições e outros materiais de uso da polícia que foram recolhidos junto com a arma do acusado a ação foi necessária já que os fatos vinham se agravando.
Pitbull durante o serviço
"A corregedoria, e o governo do Estado não aceita de forma alguma servidor que age desta forma, isso não condiz com o papel da polícia civil do Pará" Esclarece Cristino Sanches.
Por Várias vezes acompanhamos reportagens em que o investigador encaminhava pessoas para as selas, desta vez ele foi levado às carceragens, sorridente ele ainda brinca. O fato mostra a transparecia do serviço público em Altamira, uma tarefa desenvolvida pela corregedoria na cidade, Cristino Sanches quer a imediata transferência do funcionário público para um sela definitiva.
"Ele deve ser caminhado o mais rápido possível para um presídio na região metropolitana de Belém"  Disse Cristino Sanches.

Reportagem: Felype Adms.
Imagens: Arlito Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário