sexta-feira, 24 de maio de 2013

ALTAMIRA: O TRÂNSITO DE BELÉM, NA CAPTAL DA TRANSAMAZÔNICA - TCHAU TRANQUILIDADE.




Altamira, o eldorado dos empregos! A capital de Belo Monte é também o centro das imprudências nas ruas. O trânsito na cidade tem crescido e gerado problemas para condutores e pedestres. As calçadas estão ocupadas por camelôs, ou então os desníveis são acentuados e torna impossível o trafego para cadeirantes e pessoas com necessidades especiais de locomoção. Motociclistas avançam sinais e andam até por cima de muitas calçadas, a única alternativa para todos são as ruas, é ai que começa o problema.

As vias, além de estarem cheias de carros, caminhões carroças, triciclos, motos bicicletas... tem ainda a falta de respeito, o que mais se vê na capital da Transamazônica (Altamira), são condutores totalmente irregulares, que estacionam nas calçadas, entram em travessas sem dar sinal (seta), ou até mesmo desrespeitam a polícia em plena ocorrência militar, causando sérios acidentes.
O resultado para todas essas “lambanças” no transito, são graves acidente, congestionamentos, colisões, discussões e nos últimos dias, até tiros. O aumento da violência é proporcional ao aumento do fluxo de veículos, à chegada de mais carros e motos na cidade, mas também é proporcional aos goles de bebida, uma vez que nos finais de semana o número de acidentados salta consideravelmente. 
Segundo o 9º GRUPAMENTO DE BOMBEIROS MILITARES DE ALTAMIRA em apenas um dia chega a aconteceu até 10 acidentes que necessitam de paramédicos, em sua maioria condutores embriagados, e o pior é que em toda a região não existe 1 (um), aparelho “bafômetro” que serviria para constatar, prender e punir os “bebuns” que causam risco e se arriscam nas vias públicas da cidade, aliás existe um na 4ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal, no entanto esse quebra a cada 5 usos consecutivos (não conta então).
Altamira! A cidade de um povo acolhedor.Acolheu tanta gente, que não se sabe mais, quem é quem, agentes de trânsito são intimidados até por policial, agredidos em via pública, xingados em ocorrências e ameaçados por quem não aceita as punições que estão previstas no CTB – Código de Transito Brasileiro.
Antes, Altamira nos finais de tarde, ou durante as manhãs era de sossego e tranquilidade, hoje são os piores horários para sair de casa, o vai-e-vem é tamanho, que nem vale a pena se arriscar nas ruas, nem mesmo sair na padaria. Mas o problema não é o desenvolvimento, ou Belo Monte, e sim a falta de estrutura, as medidas que deveriam ter sido tomadas antes da chegada do “progresso”.


Altamira, cidade por onde Fábio Junior, Bete Farias e o elenco do filme bye bye Brasil estiveram, hoje vive mais um divisor de águas, desta vez, bye bye Tranquilidade, Paz, Segurança...
Por: Felype Adms.

Nenhum comentário:

Postar um comentário