segunda-feira, 20 de maio de 2013

BRASIL NOVO: SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL REALIZA CAMINHADA EM COMBATE AO ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL


Prefeita Marina Sperotto, Ver. Pedro Zani, Ver. Prof. Walter Soares,
a Sec.ª de Assistência Social Zezé Biancardi, servidores municipais
e representantes da Pastoral da Juventude
A Grande Caminhada de combate a Violência e a exploração Sexual de Crianças e Adolescentes mobilizou a comunidade brasilnovense na manhã de sábado (18) e percorreu as principais ruas do Centro da cidade. A caminhada fez parte da mobilização nacional promovida pela Rede de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em prol da causa. A concentração foi às 08h30, frente à Prefeitura Municipal na Avenida Castelo Branco, em um protesto pacífico, que foi finalizado na Praça Municipal Geraldo Barbosa no Centro de Brasil Novo, oeste do Pará. 
Sec.ª Zezé Biancardi, Prefeita Marina Sperotto
e crianças que participaram da caminha 
Durante a caminhada, organizada pelo eGoverno Compromisso Com o Povo através da Secretaria de Trabalho e Promoção Social e o núcleo do CREAS no município em parceria com o Conselho Tutelar, foram distribuídos panfletos informativos, orientando sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes. A caminhada é organizada pelas instituições governamentais e não governamentais que integram a Rede de Combate.

Assistente Social
Washington Luiz
Para Washington Luiz, assistente social em Brasil Novo, a caminhada é um importante meio de mobilização social na luta contra a violação dos direitos humanos em especial das crianças o dos adolescentes. “Essa caminhada é de suma importância para mobilizar a comunidade para se sensibilizar para o enfrentamento contra o abuso sexual dessa natureza. Nós vivemos em um município muito próximo a questão de Belo Monte, e com a vinda deste empreendimento muitos problemas sociais também aparecerão principalmente a violência sexual contra a criança e ao adolescente. Então essa caminhada vem pra mobilizar a população para importância de estarmos atentos para esse problema”. Afirmou o assistente Social.  

Conselheira Marines de Moraes da Silva
A Campanha em Brasil Novo abordou o tema “O Amor Vence a Violência”, propondo um debate e o estímulo à reflexão sobre as sobre o quadro desse tipo de violência, alertando a sociedade para a importância da denúncia. Alunos da Escola Padre Léo Schneider, do Bairro Cidade Alta, participaram da caminhada e segundo a Conselheira Marines de Moraes da Silva, a inserção da discussão dentro da escola é muito importante. “A inserção das escolas em uma mobilização como essa é muito importante porque essas coisas também acontecem na escola e a escola é um ambiente onde pode ser feitas as primeiras observações do que pode está acontecendo lá fora”. – Informou Marines.

Sec.ª de Assistência Social Maria José Biancardi
A Campanha do 18 de maio busca também o envolvimento de parceiros, como CREAS, CONSELHO TUTELAR, POLÍCIA CIVIL E MILITAR, além do poder público e da sociedades para a sensibilização da comunidade para a necessidade de superar a violência contra crianças e adolescentes. “Se cada município se manifestar contra a violência da Criança e do adolescente, poderemos fazer das famílias, cidadãos de bem. Esse manifesto é importante porque muitas crianças que são abusadas, não têm o conhecimento dos seus direitos”. – Apontou Maria José Biancardi, Secretária Municipal de Assistência Social.

Sec.ª Zezé Biancardi, Prefeita Marina Sperotto, Vice-prefeito
Júnior Lorenzoni e o Ver. Walter Soares
A prefeita Marina Sperotto também participou da Caminhada de 18 de maio. “É preciso unir força para combater a violência em que nossas crianças são submetidas e ações como essa de hoje é muito importante que aconteçam para que, não só os pais e familiares dessas crianças, mas toda a comunidade esteja ciente de que é preciso combater a violência e abuso a sexual contra meninos e meninas do nosso município”. Disse a prefeita ao término da caminhada.
ENTENDENDO A HISTÓRIA DO DIA 18 DE MAIO

Dr. Ricardo Biancardi da assessoria jurídica do CREAS,
Luana Chagas, Coord. Do CREAS, Sec.ª da Assistência Social
Zezé Biancardi e Prefeita Marina Sperotto
No dia 18 de maio de 1973, em Vitória- Espírito Santo, a menina Araceli Santos foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada numa orgia de drogas e sexo. Seu corpo, que apareceu seis dias depois, foi desfigurado por ácido.
O dia 18 de maio é um marco na história de luta pelos direitos das crianças e dos adolescentes.
A lei federal 9.970 de 2000 estabeleceu que nesta data a sociedade brasileira engaje-se no processo de mobilização para o enfrentamento a exploração sexual de crianças e adolescentes.
Por isso o brasil inteiro se uni no dia 18 de maio de cada ano em um ato de luta ao combate à violência e ao abuso sexual contra crianças e adolescentes.

Por: Valdemídio Silva
Fotos e Informações ASCOM/PMBN 

Nenhum comentário:

Postar um comentário