segunda-feira, 6 de maio de 2013

EM BRASIL NOVO E ALTAMIRA CRESCEU O CONSUMO E VENDA DE DROGAS POR PARTE DE ADOLESCENTE.



A população sabe que as drogas vêm destruindo a juventude, maltratando idosos, pais e filhos. Nossa equipe produziu uma reportagem que mostra a lamentável situação de quem é obrigado a conviver com o problema dentro de casa, são pais desesperados que lutam para tirar os filhos do mundo das drogas.
Os brasileiros sabem que ao longo dos últimos anos o país sofreu um grande aumento do consumo de drogas. Para infelicidade de todos não houve uma mudança correspondente no vigor das políticas públicas que pudesse atenuar o impacto. Nos municípios de Altamira e Brasil Novoo envolvimento de adolescentes com a venda ou mesmo consumo de drogas cresceu, segundo levantamentos dos centros de referencias e assistências sociais das cidades e da própria policia militar.
Entre as drogas mais consumidas ou comercializadas, está o crack. Através dos trabalhos ostensivo e intensivo da Policia contra a criminalidade, o trafico de drogas vem sendo combatido.
 Em 2012 foram pelo menos 18 quilos de drogas apreendidos,só nos primeiros mesesdeste ano(de janeiro á março) já passam de20 quilos(de drogas apreendidos) que foram retirados do poder dos traficantes.Em janeiro, 17 pessoas foram presas,no segundo mês(Fevereiro) o número subiu para 19.
“Maior parte das pessoas encontradas com a droga, era adolescente.//um problema de saúde pública. Os casos lotam as fichas de registros de atendimentos do conselho tutelar” disse o conselheiro Josivan Batista.
A droga causa complicações na saúde.
O ministério da saúde reconhece que o consumo do crack é maior que o da cocaína, pois é mais barato e seus efeitos duram menos. Por ser estimulante, ocasiona dependência física e, posteriormente, a morte por sua terrível ação sobre o sistema nervoso central e cardíaco. O cérebro é totalmente afetado. O especialista em atendimento psicossocial, Adilton Damasceno, revela que os dependentes sabem muito bem descrever os efeitos psicológicos da droga, euforia, sensação de poder e aumento da autoestima. Mas tudo, não passa de ilusão. 
De acordo com cardiologistas, se o crack for inalado junto com o álcool, a substancia aumenta o ritmo cardíaco e a pressão arterial, o que pode levar a resultados letais.
 
A mãe que está sendo expulsa 
da propria casa pelo filho dependente quimico.
 Recentemente nossa produção de jornalismo foi procurada pela agricultora Maria Madalena de Oliveira dos Santos de 59 anos que sofre por não conseguir um tratamento para o filho que é dependente químico, ele tem 42 anos e dentro de casa causa estragos, o dependente quebra as paredes da residência, janelas, portões, arrebenta fechaduras e expulsa familiares.

A idosa teme perder o filho e a casa para as drogas.
 
Filho da agricultora/dependente.
Nós conseguimos nos encontrar com o filho de dona Maria Madalena,mas,ele não aceitou gravar entrevista no momento.


A secretaria de assistência social, através do CRAS Centro de Referencia de Assistência Social, já sinalizou que encaminhara o pedido de ajuda para o filho  da agricultora, à capital paraense.   
Produção: Sidalécio Souza.Pós - produção: Patrick Gabriel,Daniel Oliveira e Sílvia Damacena

Nenhum comentário:

Postar um comentário