sexta-feira, 13 de setembro de 2013

URUARÁ: POLÍCIA CIVIL DE URUARÁ CUMPRE MANDATO DE PRISÃO PREVENTIVA DE ACUSADO DE ESTUPRAR E ENGRAVIDAR FILHA DE 13 ANOS.

Polícia civil de Uruará cumpre mandado de prisão preventiva de acusado de estuprar e engravidar filha de 13 anos.
O caso passou primeiro pelo Conselho Tutelar que encaminhou para o Ministério Público que pediu a prisão do acusado, Francisco das Chagas Alves da Silva, 51 anos, e o juiz da Comarca de Uruará, Vinícius de Amorim Predrassoli decretou a prisão preventiva nesta quinta-feira, 12. Os policiais civis, investigadores Eládio e Tadeu, escrivão Marcelo Eduardo, sob o comando do delegado Godofredo Borges, cumpriram o mandado de prisão preventiva nesta sexta-feira, 13, por volta das 6 horas e 30 minutos da manhã efetuaram a prisão de Francisco no travessão 170 sul a 25 quilômetros da cidade de Uruará onde o acusado tem uma propriedade. De acordo com os termos do mandado de prisão a menina denunciou o acusado alegando que os abusos sexuais começaram desde os seus sete anos de idade, porém as penetrações só passaram a acontecer aos seus 12 anos e segundo a filha quando o acusado soube de sua gravidez a orientou a dizer que o pai era de Altamira e que se chamava Fábio.
Francisco das Chagas foi autuado de acordo com o artigo 217- A, contendo o tipo penal de estupro de vulnerável, assim definido: “Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos”. A pena cominada é reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos. 
Ele está recolhido na carceragem da delegacia de polícia de Uruará, ele nega que tenha abusado da filha que ele pegou para criar com três meses de idade, mas disse que ela se insinuava para ele. 
A menor estuprada deu a luz a um menino, fruto desses abusos, nesta quinta-feira no hospital municipal de Uruará. A polícia pedirá o exame de DNA da criança para confirmar a paternidade.
Por: Joabe Reis do Sistema Regional de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário