domingo, 5 de janeiro de 2014

TRANSAMAZÔNICA: DO SONHO À REALIDADE DE UMA RODOVIA TRAFEGÁVEL


Na manhã deste sábado (04), Brasil Novo foi palco de uma manifestação diferente, a manifestação em agradecimento pelo asfaltamento da Rodovia Transamazônica. A festa aconteceu na antiga pista de pousos às margens da Rodovia na entrada da Cidade no sentido Altamira/Brasil Novo. O evento contou com a presença de autoridades dos municípios de Pacajá, Altamira, Brasil Novo, Medicilândia e Uruará, além do Deputado Estadual Airton Faleiro e do Deputado Federal Zé Geraldo que foram dois dos principais articuladores para que a obra fosse concluída. Hoje a obra de pavimentação da BR faz do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento, um dos principais Programas do Governo Federal graças à luta do Deputado Federal Zé Geraldo que conseguiu fazer com que o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva incluísse o asfaltamento desta Rodovia nas pautas prioritárias de seu Governo.
Lutas, audiências públicas, fechamento da Rodovia, viagens à Brasília e até acampamento no Congresso Nacional fizeram parte da busca pelo tão sonhado asfaltamento da BR-230, a Rodovia Transamazônica que tem diversas histórias que fazem a sua própria história. Uma delas, talvez não a mais conhecida, é a de que um navio que trazia imigrantes para colonizar essa região naufragou matando grande parte de seus passageiros e tripulação. Talvez um ocorrido desse pudesse ter tirado dos poucos sobreviventes a vontade de permanecer nestas “Terras sem Homens para os Homens Sem Terras”, mas estes sobreviventes e os demais imigrante, vindos de paus-de-arara, enfrentaram anos de abandono e da falta de oportunidade, mas sempre com o sonho de que tudo ira mudar para melhor.
O Deputado estadual Airton Faleiro e o Deputado
Federal Zé Geraldo - PT/PA
Participaram da caminhada pela rodovia
Transamazônica
Diante da história, a Transamazônica foi mais uma vez interditada por alguns minutos, desta vez em uma caminhada simbólica em homenagem ao asfaltamento dos trechos de Altamira/Brasil Novo/Medicilândia, municípios habitados por homens e mulheres que fizeram de sua história de vida uma história de luta pelo desenvolvimento da Transamazônica, Rodovia citada pela mídia Nacional como sendo uma BR que “ligava o nada a lugar nenhum. Hoje a história começa a ser vista diferente, e a antes dita TRANSAMARGURA, agora liga a região norte ao desenvolvimento e as novas perspectivas de vida de seus milhares de moradores com o sonho virando realidade.
A manifestação de agradecimento ocorrida neste sábado foi uma demonstração mista de agradecimento e desabafo diante dos anos de descaso e sofrimento desde quando a Transamazônica foi aberta,  e em meio à música, churrasco, discursos e homenagens o povo festejou a “CHÃO PRETO DO PROGRESSO” na região.
Por: Valdemídio Silva
Fotos: Valdemídio Silva e Rosiane Neres


Nenhum comentário:

Postar um comentário