quarta-feira, 3 de setembro de 2014

ACIDENTE GRAVE NA TRANSAMAZÔNICA COM MAIS UMA VÍTIMA FATAL

Mais um acidente com vítima fatal foi registrado na Rodovia Transamazônica - BR 230.O acidente ocorrido por volta das 07:30 da manhã desta quarta-feira (03) na altura do Km 18 entre o município de Brasil Novo e Altamira, envolveu uma Caçamba que pertence a Empresa Gel e um motociclista identificado por nome de Radames Abdala. De acordo com as informações levantadas por nossa equipe, o jovem morava em Medicilândia.
Radames Abdala, não teria percebido a sinalização da Caçamba que apontava que entraria para a Fábrica de Asfalto da Empresa. O Motociclista teria então tentado ultrapassar a caçamba em uma curva vinda a colidir com o veículo. O Motoqueiro foi parar embaixo do veículo e morrendo ainda no local.
A Polícia Militar compareceu no local para resguardar a área e aguardar a chegada da PRF e do IML para remoção do corpo.
Veja mais fotos: 





Por: Valdemídio SilvaFoto: TV Cidade Brasil Novo

4 comentários:

  1. ATÉ ONDE PERCEBO O LOCAL ONDE FOI FEITO A ULTRAPASSAGEM NÃO FOI EM UMA CURVA E SIM EM LOCAL PERMITIDO PARA ULTRAPASSAGEM, NA VERDADE SE TEM ALGUM CONDUTOR ULTRAPASSANDO ELE NAO DEVERIA MUDAR DE FAIXA DE ROLAMENTO. #NAOFOIACIDENTE

    ResponderExcluir
  2. ninguém venha argumentar que um motorista em sentido reto numa via tenha que parar pra cada idiota que esteja dando pisca pra fazer uma conversão destas. a caçamba sim é que tinha o dever de dando sinal pra que lado queria ir, ainda mais atravessando uma rodovia e aguardar que não viessem nenhum veiculo em nenhum dos dois sentidos. isso foi falta gravíssima, assassinato e eu , pai deste rapaz quero sabe que apoio a sbt de altamira pode dar a família, mulher e filha dele, no sentido de a justiça se fazer valer nessa terra de ninguém. onde está o motorista inapto e marginal?
    o motorista da caçamba estava fazendo uma conversão para a esquerda e não esperou liberar o trafego do sentido contrario? esperando que ele não completasse a travessia vendo que a moto vinha em sentido contrario foi frear já no acostamento oposto? e o motoqueiro vendo que a caçamba não ia parar respeitando a preferencial da moto, se jogou para o acostamento e assim mesmo a caçamba continuou? e deliberadamente assassinou o meu filho?
    Concordo com o senhor, Alexandre Abdala!!! Certamente que esta fatalidade aconteceu devido a uma falha de conversão, pois ao cruzar a contramão para converter o motorista não só tem que sinalizar quanto tem que aguardar uma oportunidade e mesmo que o veículo preferencial estiver em alta velocidade, deve ser aguardado a sua passagem. o problema é que nunca esses caminhoneiros respeitam que vem em sentido contrário e metem o seu veículo obrigando a gente a parar bruscamente. ESTOU INDIGNADO!!! MAS A REPORTAGEM, embora esteja incompleta, tentou ser imparcial e deixou um monte de fotos esclarecedoras, pois deixou claro qual era o sentido que Radames Abdala tava dirigindo, e se tratava de uma via dupla onde o caminhoneiro atravessou para converter para aquela estrada onde estava parado bem na entrada na contramão da via, dado o sentido em que o caminhão estava parado após o acidente. Este homicídio embora culposo tem de ser esclarecido!!! NÓS DA FAMÍLIA CASTELO e ABDALA QUEREMOS JUSTIÇA. FAÇAMOS AGORA UM APELO PARA A PERÍCIA JUDICIAL que FAÇA O SEU TRABALHO COM A DESTREZA QUE SEMPRE DEDICOU PARA ELUCIDAÇÃO DOS FATOS. A TRISTEZA QUE ABALOU NOSSAS VIDAS NÃO ENCERRARÁ, ENQUANTO NÃO FOR ELUCIDADO ESTA FATALIDADE. NOSSOS PESARES DA FAMÍLIA SOARES CASTELO A TODOS DA FAMÍLIA ABDALA!!!

    ResponderExcluir
  3. ATÉ ONDE PERCEBO O LOCAL ONDE FOI FEITO A ULTRAPASSAGEM NÃO FOI EM UMA CURVA E SIM EM LOCAL PERMITIDO PARA ULTRAPASSAGEM, NA VERDADE SE TEM ALGUM CONDUTOR ULTRAPASSANDO ELE NAO DEVERIA MUDAR DE FAIXA DE ROLAMENTO. #NAOFOIACIDENTE

    ResponderExcluir
  4. ja vai completar 2 anos e o motorista da caçamba nao foi julgado

    ResponderExcluir