quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

PROJETO DA EMATER QUER RESGATAR A PRODUÇÃO DE HORTALIÇAS FOLHOSAS EM BRASIL NOVO (PA)


Um projeto da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará(Emater), em Brasil Novo, na BR 230, a Transamazônica, tenta resgatar a produção de hortaliças folhosas no município. A alternativa apresentada é a produção no sistema hidropônico, que evita o contato com o solo a possibilidade de ataques de pragas e doenças.
Em Brasil Novo, segundo dados da Emater, em muitas áreas praticamente já não existe mais a produção de hortaliças no modelo tradicional porque o solo está infectado pela septoriose: um fungo que germina sobre as folhas ou material orgânico no solo e cresce ao ponto de destruir toda a produção. Foi o que ocorreu na propriedade do senhor José Dias do Vale, após dois anos, o agricultor de 85 anos, esta resgatando a oportunidade de produção de alface depois que Emater implantou na área dele um sistema hidropônico.
Segundo o engenheiro agrônomo da Emater, Giovane Couto, a produção ocorre nos moldes agroecológicos, sem a utilização de agrotóxicos o que resulta na agregação de valor ao produto e mercado garantido. “Aqui no município muitas áreas estão infectadas com o fungo, quem ainda produz no modelo tradicional, plantio direto no chão, chega a perder até 90%. O processo de tratamento no solo é longo”, acrescenta Couto.









Por conta do problema no solo, a Emater já implantou uma Unidade de Demonstrativa (UD) de produção hidropônica, na Escola Carlos Pena Filho, na zona rural de Brasil Novo. A UD trabalha especialmente com alunos do Mais Educação, ensinando o cultivo nesta modalidade, além capacitar também professores e até pais de alunos no processo de produção.
Por: Iolanda Lopes
Fonte:Ascom Emater Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário