quarta-feira, 10 de agosto de 2016

MÃE E FILHO ESTÃO APAIXONADOS E LUTAM POR RELAÇÃO

Parece inacreditável, mas mãe e filhos estão apaixonados e lutam na Justiça para ficarem juntos.  A história polêmica foi divulgada no portal MSN, após ser noticiada pelo tabloide inglêsDaily Mail. O caso aconteceu no Novo México (Estados Unidos) e 

atualmente eles estão proibidos de manter contato.
A mãe Monica Mares, que hoje tem 36 anos, deu o filho Caleb Paterson para adoção quando ele era bebê. Eles voltaram a se reencontrar recentemente, quando ele já estava com 18 anos. Os dois podem ser presos se decidirem manter a relação. Eles podem pegar pena de 18 meses de prisão caso seja comprovado o incesto. Eles garantem que lutarão para manter o relacionamento. 
“Ele é o amor da minha vida e não quero perdê-lo. Meus filhos o amam, minha família inteira também. Nada pode nos separar”, disse Monica, ao jornal. Ela garante que se for presa, vai cumprir a pena e, ao sair da prisão, se mudará para um estado que aceite a união. Ela, que tem nove filhos, disse que se tivesse que escolher entre os filhos e o namorado, ficaria com ele.
O caso começou no fim do ano passado. Eles se viram pela primeira vez após marcarem um encontro pelo Facebook, no Natal do ano passado. Rapidamente, eles se apaixonaram e mantiveram relações sexuais. “Foi amor à primeira vista“, ela diz. 
“Depois dos primeiros encontros, abri o jogo e disse a ele que estava começando a me apaixonar. Ele disse que também estava, mas tinha medo”, conta. "Mas você sairia num encontro romântico com sua mãe?”, ela perguntou. E ele acabou aceitando o convite.
Caleb também afirma estar apaixonado. “Nunca vi essa mulher como minha mãe. É outro sentimento”, resumiu. “Nunca imaginei que poderia haver algum empecilho à relação. Somos dois adultos. Temos direito a tomar decisões”, afirmou.
Os dois começaram a viver juntos e um dos filhos pequenos de Monica começou até a chamar Caleb de pai, mas a polícia foi chamada quando um dos vizinhos, após uma briga, decidiu denunciá-los. Eles foram acusados de incesto, soltos após pagamento de fiança e aguardam julgamento.
Segundo advogados, o resultado do caso, se favorável ao casal, pode abrir um precedente legal nos Estados Unidos. O casal afirmou que, se preciso, pretende recorrer à Suprema Corte para ficar juntos.
(Com informações do MSN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário