segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

DUPLO HOMICÍDIO: CASAL E MORTO DURANTE A MADRUGADA EM URUARÁ


Um duplo homicídio ocorrido na madrugada deste sábado, 21 de janeiro, é investigado pela Polícia Civil do município de Uruará  (PA). Por volta das 3 horas da manhã um homem e uma mulher foram mortos de forma brutal. O homem identificado pelo nome de Ronilson de Carvalho, 26 anos, foi morto a golpes de marreta na cabeça e a mulher que foi identificada só no início da tarde deste sábado (21) pela Polícia Civil, se chamava Marly Pereira de Sousa, e tinha 31 anos de idade, foi estrangulada, também era conhecida pelo nome de Leidiane. E de acordo informou a polícia, a mesma não tem familiares no município de Uruará.O casal estava no interior de uma residência do Bairro Jardim Morumbi, na zona oeste da cidade quando foram assassinados. Ambos os corpos foram encontrados sem roupas no chão da casa.Antes de serem assassinadas, as vítimas teriam ido a uma festa no mesmo bairro. E provavelmente o casal foi seguido ao retornar para casa onde o crime aconteceu. A polícia apura os fatos e a identificação da mulher ainda é incerta, sabe-se que ela era conhecida pelo nome de Leidiane. Segundo as informações já coletadas a mulher trabalhava em bares. Mas pouco ainda se sabe a respeito das motivações do crime e o autor do duplo homicídio ainda é desconhecido. A polícia trabalha com hipótese de crime passional. Mas pode surgir outra linha de investigação, como motivo de vingança.A equipe de plantão da Polícia Civil (EPC Ivan Santos, IPC José Tadeu e DPC Walison Damasceno) e a GU de serviço da Polícia Militar sob o comando do sargento Cleito, estiveram no local levantando as primeiras informações do crime. Os dois corpos foram levados por agente funerário para o necrotério do hospital Municipal de Uruará. Até a publicação desta matéria os familiares das vítimas ainda não haviam sido localizados.Vai ser instaurado um inquérito policial para as devidas providências cabíveis do duplo homicídio.
Por: Joabe ReisFonte: Sistema Regional de ComunicaçãoFoto: Facebook/Carlos Calaça

Nenhum comentário:

Postar um comentário