quarta-feira, 1 de março de 2017

MAIS DE 30 MIL BENEFICIÁRIOS DO INSS TERÃO QUE REFAZER PERÍCIA NO PARÁ

Segundo o instituto, o pente-fino dos benefícios já proporcionou uma economia de R$ 715 milhões de reais ao fundo da previdência. Os recursos são referentes ao cancelamento de mais de 43 mil benefícios de auxílio-doença, autorizados pelas medidas provisórias 739, de julho de 2016, e 767, de janeiro de 2017. Ao todo, já foram revisados 37 mil casos de 108 mil pessoas convocadas.
No Pará, serão 30 mil convocados, sendo 15 mil pela aposentadoria e 15 mil que recebem o auxílio-doença. No total, serão chamados 530 mil beneficiários com auxílio-doença e 1,2 milhão de aposentados por invalidez com menos de 60 anos de idade que estão há mais de dois anos sem perícia. A  convocação será feita por meio de carta com aviso de recebimento. Após o comunicado, o segurado terá 5 dias úteis para agendar a perícia pelo número 135.
Em todo o Brasil, aproximadamente 2 milhões de beneficiários serão convocados. A operação tem o prazo de, no máximo, 2 anos para ser concluída. Com a execução da medida, o INSS espera obter uma economia em torno de 6 bilhões por ano. Além de melhorar a gestão da concessão de benefícios e dar transparência, pessoas que estiverem saudáveis e aptas ao trabalho, terão os benefícios cancelados.
Reportagem: Natalia silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário