quarta-feira, 15 de março de 2017

VEJA COMO ECONOMIZAR NO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA

De acordo com especialistas, os refrigeradores de ar ainda estão no topo da lista dos eletrodomésticos que mais consomem energia elétrica. Os aparelhos podem representar de 40% a 50% da conta de energia residencial. Para se ter uma ideia, um ar condicionado do tipo Split menor ou igual da 10 mil BTUs, consome cerca de 192,28 kWh se ligado oito horas por dia durante 30 dias. Em valores, esse consumo vai representar em torno de R$ 107,52; considerando a tarifa de energia da área de concessão da Celpa, sem os tributos, taxas e outros encargos.
Conforme explica o líder de eficiência e inovação da Celpa, Hugo Cardoso, uma das alternativas é comprar aparelhos com funções específicas. “Quando o aparelho de ar condicionado ficar ligado por longos períodos, é importante que eles possuam a função Inverter. Este sistema oferece maior eficiência, com o ajuste do compressor conforme a necessidade. Além disso, os filtros devem ser limpos periodicamente e as portas e janelas devem estar fechados durante o uso”, orienta o líder.
Logo em seguida dos ares condicionados, estão as geladeiras com a fatia de 30% do total da conta de energia.  Já a iluminação residencial pode representar até 25% dos custos mensais. Ainda entram para essa lista de possíveis ofensores, o ferro de passar roupa, a bomba d’água, máquina de lavar roupa e o chuveiro elétrico. Mas o consumo racional e a adequação de alguns hábitos podem ajudar a manter o orçamento doméstico sob controle no que diz respeito aos gastos com energia.
No caso da geladeira, a borracha deve garantir uma boa vedação da porta e estar em boas condições de uso. A parte traseira do eletrodoméstico jamais deve servir para secar roupas e o ato de guardar alimentos quentes deve ser evitado. Já em relação ao ferro de passar roupa, ele deve ser utilizado com a temperatura indicada para cada tipo de tecido. A dica é deixar acumular as roupas para que sejam passadas todas de uma vez.
Na iluminação da casa, o ideal é não acender lâmpadas durante o dia e aproveitar, ao máximo, a luz natural. A iluminação de LED são as mais indicadas para quem busca maior durabilidade e economia. A lâmpada dessa categoria pode durar até 25 vezes mais que uma incandescente e 10 vezes mais que uma fluorescente, por exemplo.  A economia é em cerca de 80% na conta de energia.
A principal orientação na hora de comprar eletrodomésticos é que o consumidor verifique se o mesmo apresenta no selo PROCEL/INMETRO de economia de energia, a indicação na categoria “A” (mais eficiente). Isso indica que são os mais econômicos.
SIMULADOR DE CONSUMO – Para observar o consumo de eletrodomésticos de uso residencial, o site da Celpa (www.celpa.com.br) disponibilizou um simulador de consumo. Nessa área do portal, é possível visualizar a planta de uma residência e indicar quais os eletrodomésticos que utiliza no dia a dia em cada cômodo, assim como o período de uso. A partir daí será gerada uma estimativa da quantidade de kWh consumidos no mês de acordo com a potência de cada aparelho.
Confira os gastos mensais com os eletrodomésticos:
ELETRODOMÉSTICO
GASTO MENSAL
Geladeira 324 litros
R$ 48,38* se usado por 24h durante 30 dias.
TV LCD 32’’
R$ 10,92* se usado 5 horas por dia, durante 30 dias.
Ventilador de teto
R$ 16,13* se usado 8 horas por dia, durante 30 dias.
Freezer
R$ 52,42* se usado por 24h durante 30 dias.
Chuveiro Elétrico 5500 W
R$ 29,57* se usado diariamente durante 32 minutos.
Máquina de lavar roupas 10kg
R$ 20,16* se usado por 3 horas, durante 8 dias.
*valores sem tributos, taxas e outros encargos. FONTE: PROCEL e INFOCELPA

 Fonte: Celpa

Nenhum comentário:

Postar um comentário