quarta-feira, 19 de abril de 2017

DIA 19 DE ABRIL, DIA DO ÍNDIO

A data comemorativa do dia do índio foi criada em 1943 pelo Presidente Getúlio Vargas. A presença dos índios no território brasileiro é muito anterior ao processo de ocupação estabelecido pelos exploradores europeus que aqui desembarcaram em 1500. Estima-se que naquela época a população indígena brasileira variava entre três e quatro milhões de habitantes. Cada povo possuía sua própria cultura, religião e costumes. Viviam basicamente da caça, pesca e agricultura. Dependiam da natureza para quase tudo. Os rios, as árvores, os animais, as ervas e plantas eram de extrema importância para a vida dos índios. Por isso, o respeito pela natureza. Para eles, o Brasil não foi descoberto por Pedro Alvares Cabral.
O contato com os portugueses foi extremamente prejudicial para os primeiros índios, pois foram enganados, explorados, escravizados e em muitos casos, massacrados pelos europeus. Perderam terras e foram forçados a abandonarem sua cultura. Por isso, esta data representa acima de tudo as lutas e perdas.
Por muito tempo, os índios viviam às margens da sociedade, sem participação ativa na política do país, sem oportunidades. Hoje, eles já frequentam a universidade e conquistaram muitos outros benefícios.
Com a influência da cultura dos brancos, muitos indígenas perderam os traços culturais. Hoje é comum encontrar em tribos, índios falando em português, vestindo roupas e usando equipamentos eletrônicos. Luís Xipaia é uma das lideranças indígenas que há dez anos luta para manter a cultura e reunir os povos que vivem na cidade. Para isso, ele criou a associação dos índios moradores de Altamira, AIMA.
O contato com o branco trouxe ainda doenças e a contaminação de rios por meio dos garimpos, o que também leva enfermidades para os índios através de seu principal alimento, o peixe. A invasão das terras indígenas ainda é uma realidade nos dias atuais. Para eles as lutas pelos seus direitos continuam.
Seja religião, nas danças, na música, os índios contribuíram bastante para a formação cultural do Brasil.
Reportagem: Paulo Oliveira
Fonte: Vale do Xingu

Nenhum comentário:

Postar um comentário