quarta-feira, 14 de junho de 2017

Medicilândia: professores fecham prédio da prefeitura em protesto


Os professores da rede municipal de ensino de Medicilândia, no sudoeste do Pará, ocuparam na manhã desta terça-feira (13) o prédio da prefeitura e da secretaria de educação da cidade. O protesto começou às 7h30 e não tem prazo para terminar. Uma das principais reivindicações é para que o gestor devolva as gratificações que foram retiradas no começo do ano, entre elas a Regência de Classe. A gestão apresentou uma proposta, de devolver 10%, mas os servidores querem a devolução na sua totalidade que é de 25%, referente a regência de classe.
Aproximadamente 250 servidores se aglomeram na frente do executivo e secretaria de educação que funciona no mesmo prédio, pedindo a presença do prefeito para uma negociação. Até o final da manhã não havia nenhuma confirmação da vinda do prefeito Celso Trezeciak (PTN/PA) para uma negociação. A manifestação é liderada pelo SINTEPP/Subsecção Medicilândia e acompanhada por centenas de professores, eles colocaram correntes nas portas de entrada do prédio e os funcionários estão impedidos de entrar.
Segundo informação das coordenadorias do SINTEPP, professoras Alcione Silva e Nete Costa, eles permanecerão com a manifestação até que consigam dar início a uma negociação com o gestor e que ele possa atender a solicitação da classe, do contrário a manifestação irá continuar.
O Xingu230 procurou a assessoria de comunicação da prefeitura, mas ninguém soube responder se o prefeito estaria disposto a sentar na mesa de negociação com os professores. Fontes confiáveis informaram para nossa equipe, que a prefeitura já está buscando meios jurídico para tentar a liberação das entradas do prédio e garantir que os funcionários adentrem as dependências da prefeitura e secretária de educação.

Por: Renan Bezerra (correspondente Xingu230).

Nenhum comentário:

Postar um comentário